quarta-feira, 28 de maio de 2014

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “O APOJO DAS NINFAS”

"O apojo das ninfas" de DANYEL GUERRA
“Mais vale cair em graça do que ser engraçado", sugere um ditado popular da Língua Portuguesa. É também esse o caso exemplar das grandes figuras femininas duplamente retratadas neste livro de Danyel Guerra. Esta coletânea de 94 pp., editada pelo selo Aleph, abarca gêneros tão diversos e afins como entrevistas, crônicas, cronicontos, um conto e um poema-tributo, narrativas dimensionadas sob o signo da arte do encontro e do reencontro.
Todas são mulheres cheias de graça, que caíram em graça, mas também são engraçadas, no ótimo sentido do termo. Elas respondem pelos nomes de Natália Correia, Helena Sá e Costa, Nara Leão, Ana Paula Miranda, Valeria Mazza, Brasília, Marília de Dirceu, Claudia Cardinale, Helô Pinheiro, Ângela Rô Rô, Françoise Dorléac, Anicée Alvina e Hilda Hilst. Na abertura de cada texto, as protagonistas aparecem ilustradas pelo risco  da designer gráfica Raquel Pinto.”




DANYEL GUERRA
BREVE BIOGRAFIA

Danyel Guerra (aka Danni Guerra) nasceu na cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, na mátria amada Brasil, no mês de novembro, num dia de Vênus, sob o signo de Escorpião. No ano em que a advogada Hilda Hilst abandonou o Direito para ir ser torta na vida, se transtornando numa fabulosa escritora, a obscena Senhora HH.

Radicado em Portugal há vários anos, é licenciado em Ciências Históricas pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Após ter lecionado História em colégios e escolas secundárias, dedicou-se posteriormente ao Jornalismo, tendo trabalhado como repórter e redator efetivo (CP nº 803) nos diários Jornal de Notícias (Porto) e Correio da Manhã (Lisboa).

Sua cinefilia incentivou-o a colaborar em diversos jornais e revistas, nomeadamente a Cinema Novo, escrevendo críticas, comentários, entrevistas e reportagens sobre a arte cinematográfica. Em paralelo, foi também animador radiofônico em algumas emissoras locais, regionais e nacionais portuguesas e em rádioslivres/piratas portuenses. 
Perfilhando uma opção preferencial pela escrita recriativa, Danyel Guerra é também autor das obras Em Busca da Musa Clio, um ensaio biográfico sobre o poeta arcádico Tomás Antônio Gonzaga (edição Armazém Literário, 2004) e das coletâneas de crônicas e cronicontos, Amor, Città Aperta (Armazém Literário, 2008) e O Céu sobre Berlin (Aleph, 2009). Em 2012, editou para o selon Aleph, Excitações Klimtorianas, uma novela erótico-fantástica.


0 comentários:

Enviar um comentário